sábado, 30 de junho de 2012

Na berma da estrada


Eu juro, não é aquilo que parece!



Em Sueco, "Foder" (pronunciado "fúder") significa forragem, comida de animais. E aqui a engraçadinha não resistiu a tirar uma foto para mais tarde recordar. Encontrámos este belo poster na berma da estrada, a caminho de Örebro. Andar de carro neste país é, aliás, uma verdadeira experiência. As auto-estradas não são muitas, mas em compensação as estradas oferecem paisagens muito bonitas. Lagos, casas de contos-de-fada, pradarias muito verdes, animais da floresta, enfim, uma alegria. Se dependesse de mim estaríamos sempre a parar e a tirar fotos. Eu ainda fico encantada com a paisagem deste país e especialmente com as casinhas de madeira, talvez por não haver em Portugal. 







sexta-feira, 29 de junho de 2012

Guia para recém chegados #1: Notícias Suecas em Inglês


Outro dia estava eu a pensar nos meus primeiros tempos neste país frio e estranho e nas coisas que facilitaram a minha adaptação à minha nova vida. Sem dúvida que os conselhos da minha prima Sandra (beijinho!), que vive na Suécia há mais de 11 anos, foram mais do que preciosos. Na altura, encontrei também alguns blogues muito informativos, em Inglês. Mas senti a falta de informação em Português e de sentir que havia outros como eu nesta situação, como já referi em posts anteriores. Resolvi então começar a partilhar algumas dicas e conselhos com os recém-chegados,  espero que sejam úteis.

Começo pela importante ligação ao exterior. Quando se é recém-chegado e ainda não se conhece bem a língua, é fácil sentirmo-nos um pouco isolados. Em muitos casos, mantemos a nossa visão idealista da Suécia (o país perfeito, sem violência, sem diferenças sociais, onde as pessoas se respeitam...) por não termos bem conhecimento do que se passa à nossa volta. Em outros casos, confiamos nos julgamentos e nas experiências de conhecidos, caindo no erro de adoptar a sua visão em vez que criar a nossa. Isto é especialmente perigoso quando estamos rodeados de pessoas amargas, que por diversos motivos estão fartas do país e que conseguem contagiar-nos com a sua negatividade.

No meu caso, mantive a minha visão idealista durante algum tempo.

Longe do idealismo e do cinismo, vale a pena tentar conhecer o país tal como ele é, e isso significa fazer uma ligação ao exterior. Nos meus primeiros meses na Suécia, este site foi um grande apoio, pois dá acesso às notícias da Suécia, mas em Inglês: The Local

Mas há mais!





sexta-feira, 22 de junho de 2012

Midsommar, Solstício de Verão


Hoje é feriado. A segunda maior festa (em termos de importância) da Suécia chegou. É nada mais nada menos que o Midsommar - traduzido à letra, "meio do Verão". Esta festa, de origem pagã, assinala o solstício do Verão (dia mais longo do ano) e celebra a fertilidade. Felizmente já lá vão os tempos em que se faziam sacrifícios em nome da fertilidade, mas a tradição ontinua bem representada pelos postes fálicos que são erguidos em muitos parques e jardins e à volta dos quais as pessoas dançam.

Antigamente acreditava-se que nesta época do ano a magia era mais forte, e daí surgiram rituais que acho muito engraçados. Um deles, que ainda existe (embora de forma limitada), é que os jovens colhem 7 ou 9 flores diferentes e dormem com elas debaixo da almofada, para então sonhar com o seu verdadeiro amor / futuro(a) esposo(a).


E assim se celebra o Midsommar...



Ou então vejam a versão explicativa do Ikea, num vídeo censurado mas divertido e um pouco verdadeiro...




quarta-feira, 20 de junho de 2012

Passei!


Senhoras e senhores, passei no TISUS! Sim! 




Isto significa que estou habilitada a candidatar-me ao Ensino Superior aqui na Suécia. Apesar de o Tisus corresponder ao Sueco da Escola Secundária, não sinto que falo tão fluentemente assim. Ainda tenho muito a aprender. Mas vou aprendendo todos os dias e, com este pequeno diploma na mão, abre-se mais uma porta. 

O Tisus pode ser feito apenas duas vezes por ano, em vários pontos do país e no estrangeiro. Para os interessados, o próximo exame é no dia 30 de Outubro e a data limite para a inscrição é no dia 5 de Outubro. O exame custa 1600 Sek e qualquer pessoa se pode candidatar, desde que se sinta confiante no seu nível de Sueco. Convém estar preparado, até porque o custo do exame é considerável e tem que se pagar para repetir. Eu estudei em casa, como mencionei neste post, com a ajuda dos manuais "Form i Fokus C" (gramática) e "Text i Fokus C" (textos e interpretação). Podem encontrá-los em praticamente qualquer livraria e também online.

Os alunos que estão inscritos no SAS (Svenska som Andra Språk) e que tencionam concluir o curso não precisam de fazer o Tisus. O Tisus é uma espécie de versão freelance, um substituto do exame final do SAS que se destina a gente que, como eu, não tem tempo/disponibilidade/pachorra para frequentar o SAS.

Estou disponível para responder a mais perguntas (ultimamente tenho recebido algumas) e em breve escrevo mais sobre o tema dos estudos na Suécia, porque sei que é algo que confunde e frustra muitos estrangeiros a viver neste país.

TISUS concluído e Portugal nos quartos-de-final. Como a vida é bonita!


quarta-feira, 13 de junho de 2012

Só na Suécia #1: O bom humor matinal das Suecas


Eu até aguento aquela conversa que é o pão-nosso-de-cada-dia: "Ai, que bom, está sol, o verão está a chegar e o café que tomei ao pequeno-almoço soube-me mesmo bem!" ou "Hoje sinto-me tão morgonpigg!" (esta é difícil de traduzir, mas significa aproximadamente "ter energia pela manhã") ou "O fim-de-semana está quase a chegar!" (na quarta-feira) ou "O café é tão saboroso!" e todas aquelas frases que as nossas queridas Suecas costumam desbobinar sempre que têm oportunidade (geralmente de manhã). MAS vai demorar pelo menos outros três anos e meio de vida neste país para me habituar às gargalhadas descontroladas (a alto e a bom som) da mulherada no comboio. 

Minhas amigas, tenham misericórdia. Às 7 da manhã não dá!

sábado, 9 de junho de 2012

Hodgkin, logo existo


Hoje vim fazer um pouco de publicidade. A minha irmã Susana e o seu blogue estão a concorrer ao Prémio Mãe Blogger! Gostaria de convidar-vos a fazer uma visitinha ao Hodgkin, logo existo e, se gostarem (e de certeza que vão gostar!), votem aqui. Podem encontrar o blogue na 3ª página.

O "Hodgkin, logo existo" foi criado num momento muito difícil da vida pessoal da minha irmã e de toda a família. Em 2009 e no 3º mês de gravidez, foi-lhe diagnosticado cancro (linfoma, Hodgkins) e o blogue foi criado como uma espécie de terapia. Hoje em dia, a minha irmã está saudável, tem duas filhotas lindas e continua a escrever sobre o seu dia-a-dia de mãe com emotividade e com muito humor. É um exemplo de esperança e uma prova de que até as nuvens mais negras podem ser ultrapassadas.

Vamos lá votar?