sexta-feira, 13 de julho de 2012

Só na Suécia #2: Uma salsicha polémica


Era uma vez uma salsicha originária do sul da Suécia. Uma salsicha como todas as outras até ao fatídico dia em que foi usada no cartaz de um quiosque, causando uma comoção que a levou à fama internacional. E agora o dono do quiosque está metido em sarilhos. (Ou apenas famoso.). Acontece que a foto tem um "quê" de sexualidade e tem sido muito criticada por explorar a imagem feminina e por promover a desigualdade entre os géneros. 

A salsicha do momento
A perita em estudos de géneros Britten Dehlin está também preocupada acerca da possibilidade de esta imagem, e outras como ela, repelirem novos potenciais habitantes da cidade (Sirishamn). Ora, eu duvido que esta salsicha faça mudar os potenciais habitantes de ideias. Mas, de resto, concordo que está na hora de se dar um passo em frente e parar de se "sexualizar" a imagem feminina. Ou isso, ou começar a fazer as coisas em pé de igualdade e sexualizar a imagem masculina também. Homens a comer hot dogs de forma sensual. Homens quase nus em reclames... Vocês entendem a ideia. 

P.S.: Podem encontrar a notícia sobre a nossa amiga salsicha aqui. Está em Inglês.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Estou transformada


Isto não é uma queixa, é uma constatação. O Verão chegou finalmente. Está calor. Calor a sério. Peganhoso, meloso, húmido, que deixa uma pessoa a transpirar logo de manhã. Durante o dia. À noite, em casa. Sabem aquele calor que nos faz arrepender de usar jeans pretas? É esse mesmo. Mas sabem qual é a ironia da coisa? Eu desabituei-me destas temperaturas. Escondo-me do sol. Sinto-me incomodada com o suor. Será que me transformei naquela coisa que começa por "s" e acaba em "ueca"? Eu duvido muito, mas o que é certo é que o calor nunca antes me incomodou desta forma. Opção B: Aquela coisa que começa por "meno" e acaba em "pausa". Agora com licença, tenho que ir abanicar-me.