sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Fantasias da hora do almoço e outras coisas



São inúmeras as vezes em que já amaldiçoei a minha condição de emigrante. Hoje isso aconteceu de novo e nem foi pelos motivos existenciais do costume. Ora estava eu no trabalho, a hora do almoço estava a chegar e eu devia estar muito atarefada a trabalhar mas a verdade é que eu pensava apenas numa coisa: na crise económica? Nas últimas declarações de Fernando Ulrich? Na paz mundial? Não, não, não. Em rissóis, minhagente. De camarão, para ser mais específica. E depois cometi um grande erro: fui ao Google. Há duas ocasiões em que nunca, sob circunstância alguma, se deve usar o Google: 

a) Quando queremos fazer autodiagnósticos de doenças - toda a gente sabe que o Google nos vai diagnosticar uma doença rara, de preferência tropical, obviamente contagiosa e incurável;


b) Quando estamos com desejos de comer algo. Por exemplo, quando se tem desejos de comer rissóis não se deve ir ao Google pesquisar "rissóis". Óbvio, certo? Mas não.


Então aqui a esperteza resolveu ir ver imagens de rissóis ao Google. E graças a isso fiquei o dia inteiro a desejar poder entrar num café qualquer e comer rissóis de camarão com arroz branco, uma rodela de tomate e uma folha triste de alface com azeite e vinagre, à boa moda portuguesa. 


Ah, se a burrice e os desejos de comer rissóis de camarão matassem.


Tirando isso anda tudo bem. Rápido, mas bem. Há alturas em que a vida exige mais de nós. Assim tem sido para mim. Mais trabalho, mais estudos (falo disto noutra altura), mais compromissos, mais contas a pagar, mais coisas a planear, mais consultas a comparecer, mais coisas em que pensar, mais balanços para fazer. Até o corpo me tem pedido mais atenção, e por isso tenho tentado fazer exercício, ir ao ginásio e comer salada (um verdadeiro plano de intervenção, if you ask me) mais vezes. E quando isso acontece, há que saber pôr travões às coisas e dar prioridade ao que realmente é prioritário. Eu gosto muito do meu blogue, do convívio que ele me proporciona, das pessoas que "conheci" através dele e das energias que ele me traz, mas desta vez ele está em segundo plano. Desculpem a ausência e os parcos comentários aos vossos blogues, sim? Eu vou ali... mas eu já volto!

19 comentários:

  1. E aposto que o almoço foi uma sandes, não?

    ResponderEliminar
  2. Venha quando puder que continuo te seguindo...adoro seus relatos!

    Célia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda Célia! Obrigada pelo carinho :)

      Eliminar
  3. Ahhhhhh rissóis! Tão bom! Adoro adoro adoro!

    ResponderEliminar
  4. E depois de ler isto lembrei-me que tenho de pedir à minha mãe a receita dos rissóis dela. É que não como mais nenhuns, sou esquisitinha! Posso partilhar para futuras vontades :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carolina, fico à espera! :D já com água na boca!

      Eliminar
  5. Nooooooossssssaaaaaaaa Senhora, Joana!
    Verdade que o Google não ajuda quando pesquisamos sobre comida, mas não fosse por isso agora ficaria sem saber que o seu rissóis são mesmo rizzolis como eu tinha imaginado... Apesar de pensar a comida de maneira muito diferente agora do que quando morava lá na minha terra há dias em que tenho uma vontade louca de comer um grande e suculento naco de carne assada, ou então de comer da lasanha que minha mãe fazia... Ah, você tem razão! Há dias em que odeio sem imigrante!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. há dias cometi o erro de comprar rissóis de camarão congelados, aqui numa loja em Esgueira, e só tinham essência do bicharoco; foram uma decepção!
    bjs
    Jessica

    ResponderEliminar
  7. Também sinto essa necessidade de me explicar quando fico muito tempo distante dos blogs (do meu e dos demais), mas a verdade é que nem precisa falar nada. Todo mundo sabe que o tempo é escasso... principalmente pra nós, que vivemos perdidos por outros países. Boa sorte com a saudade da comida e com todos os seus afazeres.
    Bjos

    ResponderEliminar
  8. Oi Joana.
    Compreendo muito bem esses períodos de pausa no blog. Todos nós, de vez em quando, temos essa necessidade.
    Espero que você volte logo.

    Bjs.
    Elvira

    ResponderEliminar
  9. Oi Joana! Eu também tenho crises bloguísticas de vez em quando, rs... mas o bom é que os amigos da blogosfera nos entendem :-). Confesso que eu fui checar no google o que eram rissóis, rs... para os brasileiros são risoles!! Sim, são uma delícia! Bjs

    ResponderEliminar
  10. Eu amo risoles tambem, nem lembrava mais deles mas depois desse post bateu uma saudade do sabor..rsr. O tempo ultimamente parece que tem passado mais rapido que o de costume, principalmente pra gente que vive em outro pais e com tanta coisa para fazer/aprender/resolver que de vez em quando nossos blogs entram em segundo plano. Mas o lado bom e que os amigos daqui entendem =) entao tome seu tempo e espero te "rever" em breve por aqui.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Oi Joana linda!
    Faz tempo que não deixo um comentário, mas isso não significa que eu abandonei a minha visita por aqui. Sempre que posso dou uma espiada.
    Nunca comi "rissóis", mas fiquei com água na boca só de ler o seu relato. Quem sabe um dia, não é mesmo?!
    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Pois não é que eu tive de ir ao Google ver o que são esses tais de rissóis? Parecem pasteis, mas não tenho certeza se é isso mesmo...mas fiquei com água na boca! haha

    ResponderEliminar
  13. Oh minha boneca:) Essa é uma saudade difícil de matar, a não ser quando cá vens...é complicado. Eu também vou ter que colocar um travão a mim mesma, dou por mim viciada nisto e as horas voam...

    Jinho

    ResponderEliminar
  14. Eii, use o google simmm!Para pegar a receita e fazer p/ gente heheheheeheheh
    beijoooooooooooo

    ResponderEliminar
  15. Procura receitas no google e faz em casa. Não deve ser dificil... Digo eu que sou uma "atadinha" na cozinha...

    Beijinhos***

    ResponderEliminar
  16. Ahaha...realmente o google não ajudou muito :P

    ResponderEliminar