terça-feira, 3 de novembro de 2015

Só na Suécia #10 - Sem açúcar nem lactose nem glúten nem derivados de leite nem farinha nem fructose s.f.f.


Eu: a que horas chegas para lanchar?

Ela: às 15:30, mas olha que agora deixei de consumir leite e glúten...

Eu: então o que é que comes agora?

Ela: podes arranjar tostas com manteiga de amendoim ecológica... agora ando a comer mais ao estilo vegan.

O que eu pensei: mas eu não tenho pachorra para andar à procura de manteiga de amendoim ecológica!

O que eu disse: e ovos, comes?

Acabámos por comer omeletes. E tostas sem glúten. Há uma primeira vez para tudo, até para lanches alternativos.

Acho que não estou a exagerar quando digo que ainda não conheci um sueco que ande (ou tenha andado) a fazer uma dieta qualquer. É a paleo (dieta das cavernas), a raw food, a LCHF (low carb, high fat), é a 5:2 (comer normalmente durante cinco dias da semana e fazer jejum durante dois), a dieta dos batidos verdes e sei lá que mais. Há uns tempos na escola uma colega estava a relatar a sua experiência com um jejum qualquer que fez e contou-nos que esteve de cama vários dias para não gastar demasiada energia e, assim, aguentar o jejum (daí ter faltado às aulas). Olhei à volta, mas no grupo era eu a única de queixo caído. E já nem falo da febre da comida orgânica. Já me aconteceu duas vezes oferecer fruta a alguém e recusarem por não ser orgânica. E eu acho bem as pessoas quererem cuidar de si mesmas mas incomoda-me o espírito de competição e a pressão social por detrás de muitas destas coisas. Parece que quem tem a dieta mais esquisita ganha. Não admira que haja tanta gente, por cá, com medo/fobia de comer em público.

Mas quem sou eu para dar lições de moral à gente... No Halloween fui vestida à Top Gun, sendo que nunca na vida vi o Top Gun (mas um fato de piloto é um fato de piloto #noregrets).

Elemento em falta: as minhas botas. Andar de sapatos dentro de casa é estritamente proibido cá no reino.

18 comentários:

  1. Fogo dois dias sem comer? se eu estiver 2 ou 3 h sem comer dá-me um ataque e caio para o chão :o

    ResponderEliminar
  2. Aqui eu vejo mais competição na área esportiva: quem corre mais, quem faz mais esporte, quem pedala mais quiômetros, quem aguenta mais o tranco da corrida, afff e por ai vai...me sinto uma estranha no ninho perto deste povo, hahahahaha...Ah, me deixem!

    ResponderEliminar
  3. É Suécia, mas poderia ser Brasil. O povo anda numa que me dá preguiça... Mas pra não dizer que é dieta, agora metade da população diz que "tem alergia" a lactose, glutem e afins. Que chatisse!

    ResponderEliminar
  4. Na universidade tinha uma professora, virada para o hippie que fazia mais ao menos isso. Era vegetariana e ao domingo não comia, era o dia da limpeza. Já a achava estranha, agora dois dias sem comer? Ficar na cama para não gastar energia? Caredo!!! :)

    ResponderEliminar
  5. Não seria mais normal comer e andar, para queimar as calorias, do que não comer e ficar na cama a ganhar teias de aranha?
    Essa gente algum dia não come para não c@g@r. eheheh

    ResponderEliminar
  6. Dois dias sem comer, não creio que aguentasse (como com intervalos de 2h30), nem me parece que seja saudável. Um dia de dieta líquida, ainda vá, depois de uma grande festança (mas essa inclui sopas, sumos naturais, água, iogurtes líquidos,...).
    Estás muito gira com o fato!

    ResponderEliminar
  7. Credo!! Se dedicassem o seu tempo "na cama a vegetar" a fazer um quintal ou uma pequena horta com comida feita em casa, sem corantes, conservantes e aqueles produtos todos, seriam mais saudaveis!!! :)

    ResponderEliminar
  8. Não sabia que a febre era tanta por esses lados.
    Acho que para muita gente isso é uma moda.

    ResponderEliminar
  9. Vc nunca assistiu TOP GUN?! É um clássico, além do mais Tom Cruise está mais lindo do que nunca nesse filme.
    Pois vc me falou bem a verdade, é até irritante e mal educado o como esse povo se priva. Juro que as vezes me faz desistir convidar pessoas para um café. Outro dia tinha feito umas tortas deliciosas aqui e bem espontânea convidei um casal para uma visita e a sra. me respondeu: "Mas eu estou no LCHF e não ando comendo isso, aquilo e blá,blá,blá". Confesso que me deu um desanimo, não se pode ser espontando nesse país (um assunto para um post seguinte)

    ResponderEliminar
  10. Jejum vários dias?! Devia ter aproveitado a greve de fome e fazia uma reivindicação qualquer :)
    Eu não como carne há 10 anos e agora deixei de beber leite, mas como doces e pão que nem uma abadessa...
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  11. Ai, só agora vi a foto: a menina está toda giraaa!!!

    ResponderEliminar
  12. Dois dias sem comer?? Credo! :))
    Tão :) e não precisas nada de dieta, deixa-os lá com as suas manias

    ResponderEliminar
  13. Nosssssaaaa!
    Isso é mesmo assustador.
    O pior é verificar que as sociedades desenvolvidas estao a desenvolver-se no sentido de adotar essas normas sociais opressoras e limitativas.

    ResponderEliminar
  14. Realmente isso há de ser uma dificuldade para convidar alguém para comer qualquer coisa ;)

    Tu estavas tão gira! Se não viste o filme, vê, é muito bom! Um clássico a não perder! Eu também só vi o filme este ano (shame on me!), mas gostei muito!

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. essas dietas estranhas...é por isso que nunca hei-de ser fit

    ResponderEliminar
  16. essas dietas estranhas...é por isso que nunca hei-de ser fit

    ResponderEliminar